hiperCorreio   

Debate Linufsc

     
[Anterior] [Próxima] [Responder] [Sem Formatação] [Outros Debates] [Ver Listagem]
Linux conquista setor corporativo da Finlândia pela primeira vez
Remetente: Luiz  Fernando  Bier  Melgarejo  <fernando@hipernet.ufsc.br>
Data  de  Envio: 2001-10-11  20:50:50.000
11/10/2001 - 14h33
Linux conquista setor corporativo da Finlândia pela primeira vez

da Reuters, em Londres

O Linux —sistema operacional gratuito e de código aberto criado pelo finlandês Linus Torvalds— ganhou, pela primeira vez, um grande espaço corporativo no país em que nasceu ao ser adotado oficialmente pelo provedor de internet Sonera Entrum.

A companhia anunciou que trocará 60 servidores que rodavam Unix e Windows NT por uma única máquina que administrará 500 servidores virtuais rodando Linux instalado pela Red Hat e SuSE.

Torvalds inventou o sistema operacional há dez anos. Desde então, o Linux ganhou contribuições de programadores voluntários em todo o mundo, já que seu código é aberto e pode ser modificado por qualquer pessoa.

Nos últimos 18 meses, o sistema começou a entrar fortemente no mercado corporativo. Empresas como a petrolífera Royal Dutch/Shell, o banco venezuelano Mercantile e a companhia sueca de telecomunicações Telia trocaram seus servidores por máquinas com Linux.

A ação da Sonera Entrum se assemelha à da Telia pelo número de servidores envolvidos. O contrato da Telia, assinado no ano passado, havia sido a maior adoção comercial do Linux até então. Nenhuma das duas companhias revelou o investimento envolvido na adoção do Linux.

O novo servidor da Entrum —produzido pela IBM— consome menos energia, necessita de 75% menos espaço e permitirá a integração de todos os serviços da companhia num único sistema.

A empresa está expandindo sua área de atuação, incluindo serviços como telefonia na internet, segurança de dados, serviços de rede e outras aplicações. Todos os serviços usarão o mesmo servidor Linux.

Por ser gratuito e aberto, o sistema operacional criado por Torvalds foi adotado pela IBM como uma alternativa flexível no licenciamento de software. Usando o Linux, as empresas podem adicionar ou remover computadores sem se preocupar com as taxas e a burocracia de licenciamento.

Desde o ano passado, o sistema está sendo testado em aplicações críticas e algumas adoções e contratos começam a surgir. Anúncios recentes mostram que o Linux está se espalhando para outras áreas, além da internet.

Um exemplo é a Musicland Stores —companhia norte-americana dona da cadeia de lojas de música Sam Goody—, que adotou o sistema operacional em suas caixas registradoras baseadas em linguagem Java.
 


[Anterior] [Próxima] [Responder] [Início da Mensagem]