hiperCorreio   

Debate gt-br

     
[Anterior] [Próxima] [Responder] [Sem Formatação] [Outros Debates] [Ver Listagem]
[gt-br:3276] A FARSA
Remetente: Selma  Ciornai  <sciornai@terra.com.br>
Data  de  Envio: 2003-09-09  14:37:26.000
Sergio, acho que é também de uma pesarosa falta de originalidade . Ao dar um voo rapido por  este material  pra ver de que se tratava, bati os olhos de repente no  ítem 5 
 " Existe uma informação não confirmada de que cerca de 3.000  trabalhadores  judeus das torres não foram trabalhar naquele dia."
Me surpreende e me  assusta que pessoas que leem e reenviam este tipo de matérias considerem razoavel comentários como este ....   
 
 
 
 
From: Sergio Garbati Gorenstin
To: gt-br@hipernet.ufsc.br
Sent: Tuesday, September 09, 2003 1:29 PM
Subject: Re: [gt-br:3276] Fwd: A FARSA

Que besteira!
 
----- Original Message -----
From: Aline Martins
Sent: Tuesday, September 09, 2003 11:53 AM
Subject: [gt-br:3276] Fwd: A FARSA

sinistro mesmo!


> > Muito sinistro... tudo encaixa.
> >
> > No mínimo intrigante...
> >
> >
> >
> > Intrigante!!! Será mesmo?????? > >
> >  Será mesmo possível que tudo aquilo tenha sido planejado pelo próprio
> país?
> > 11 de SETEMBRO - Evidências sobre as torres de Nova Iorque
> > Abaixo apresentamos várias evidências sobre o fato de que a derrubada
das
> > torres de Nova Iorque NÃO foi feita por terroristas:
> >
> >  1) No dia seguinte à derrubada, o governo dos EUA já tinha nome,
endereço
> e
> > fotos dos "terroristas". Por que não os pegaram antes então?
> >
> >  2) Já havia câmeras de TV profissionais colocadas estratégica,
> dissimulada
> > e sorrateiramente para transmitirem o evento a todo o mundo, desde o seu
> > início, em vários ângulos.
> >
> >  3) Os "atentados" aconteceram antes das 09:00, hora local, quando a
> maioria
> > dos funcionários nem tinha chegado ainda, já que nos EUA a hora de
> trabalho
> > começa por volta das 10:00 da manhã.
> >
> >  4) Mais de 80% dos trabalhadores das torres eram de imigrantes e,
sabe-se
> > bem, que os EUA não têm simpatia por imigrantes e não os recebem bem.
> >
> >  5) Existe uma informação não confirmada de que cerca de 3.000
> trabalhadores
> > judeus das torres não foram trabalhar naquele dia.
> >
> >  6) Você viu alguma lista de passageiros dos dois aviões ser divulgada?
> > Claro que não, pois ninguém viu.
> >
> >  7) Sempre que há um acidente aéreo, familiares e amigos vão aos
> aeroportos
> > buscar notícias sobre os passageiros. Você viu isso acontecer? Claro que
> > não, ninguém viu, pois nada foi divulgado sobre isso, já que não havia o
> > que divulgar. Aqueles aviões voaram por controle remoto. Sabemos que
isso
> já
> > é tecnologicamente possível hoje em dia.
> >
> >  8) O número dos vôos daqueles aviões era 093 e 011. Segundo foi
> divulgado,
> > o 093 devia ser relacionado ao ano de 1993, quando uma bomba explodiu na
> > garagem de uma daquelas torres e, o número 011, deveria ser relacionado
ao
> > próprio dia 11 de setembro. Cá pra nós, acredito que seqüestrar um avião
> > deve ser uma tarefa muito difícil; seqüestrar dois aviões deve ser mais
> > difícil ainda; seqüestrar dois aviões no mesmo dia e horário deve ser
bem
> > mais complicado. Será que os terroristas ainda iriam ter exigência para
> > escolher os números de vôos? Qual a vantagem disso pra eles? Seria a de
> > aumentar a complicação? Nenhuma vantagem nem importância, claro! A
ligação
> > desses números aos "atentados" só tem serventia àqueles que pretendem
> > montar e forjar provas contra alguém.
> >
> >  9) Sempre quando um grupo de terrorismo verdadeiro faz algum atentado,
> > imediatamente esse grupo reivindica o atentado para si, pois isto traz
> > prestígio àquele grupo. Você viu algum grupo fazer isso? Claro que não,
> > nenhum grupo reivindicou aqueles "atentados". Mais uma evidência de que
> não
> > há sentido em relacionar os números 093 e 011 aos "atentados" e atribuir
> > os "atentados" a um grupo de terrorismo não-oficial.  E o fato de ter
> ficado
> > em aberto quem realmente praticou aqueles atos, faz  com que os EUA
> ataquem
> > todo mundo indiscriminadamente, isto é, bombardeiem  os países cujos
> > governantes eles têm interesse em derrubar. Se um grupo  tivesse
assumido
> os
> > "atentados" então os EUA seriam forçados a combater  somente tal grupo,
o
> > que não é de interesse pra eles, pois era pra deixar  tudo em aberto
mesmo
> > para "terem" o perverso "direito" de atacar quem  quiserem.
> >
> >  10) Seqüestrar e manter esses aviões seqüestrados apenas com canivetes
ou
> > faquinhas e sem nenhuma arma de fogo em punho parece ser tarefa
> > cinematográfica e difícil de imaginar que nenhuma reação tivesse sido
> > tomada com efeito.
> >
> >  11) O dia escolhido para os "atentados" foi o 11 de setembro ou 11/9.
> > Porém, os países de fala inglesa invertem a ordem e escrevem 9/11. Este
> > número coincide com o número 911, adotado e conhecido nos EUA como o
> número
> > de emergências.
> >
> >  12) A área das torres, desde há muitos anos, já era deficitária
> > economicamente.
> >
> >  13) Agora vamos analisar tecnicamente a queda das torres. Todo mundo
viu
> e
> > percebeu que as torres caíram como implosões perfeitas. Todo mundo
> > estranhou isso. Mas, deixando as primeiras impressões de lado, vamos
> > verificar como as torres foram construídas e entender as explicações
> > técnicas dadas para as suas quedas quase perfeitamente verticais, sendo
> que
> > os escombros ficaram exatamente dentro da área do respectivo terreno. As
> > duas torres foram construídas diferentemente dos prédios de alvenaria.
> Elas
> > eram formadas por 4 vigas de aço, uma em cada quina do prédio. Em cada
> andar
> > e em cada uma dessas vigas saíam suportes, sobre os quais, os andares
> > formados por camadas de aço, eram suportados. A explicação técnica
> divulgada
> > foi a de que a laje mais superior, de camada bem espessa e pesada que
> servia
> > para manter a estabilidade das torres contra o vento, com a debilidade
dos
> > andares do impacto começou a descer, a derrubar e a empurrar um andar
> sobre
> > o outro, fazendo então os prédios caírem verticalmente. Embora seja
> difícil
> > acreditar que abalos daquela ordem produzam efeitos tão ordenados,
vamos,
> > mesmo assim, aceitar como verdadeiras e válidas tais explicações bem
como
> as
> > quedas tão verticais e localizadas, já que as torres tinham construção
> > não-convencional. A questão mais importante vem agora. Trata-se do
> terceiro
> > prédio, aquele menor e que ficava atrás das duas torres. Este terceiro
> > prédio foi construído de alvenaria e de forma convencional. A explicação
> > para a sua queda foi a de que os abalos produzidos nas duas torres
geraram
> > abalos sísmicos equivalentes a de um terremoto e estes então derrubaram
> > aquele prédio. Vocês viram como aquele prédio caiu de forma
perfeitamente
> > vertical, como uma implosão mais do que perfeita? Vocês também percebem
> como
> > a mídia pouco mostra e pouco se refere àquele terceiro prédio? É
incrível,
> > pois os terremotos sempre ocasionam quedas laterais dos prédios
afetados,
> > nunca tão verticais. E, por que, esse terremoto escolheu um único prédio
> > daquela área?
> >
> >  14) Há poucos dias, recebi uma foto que apresenta uma vista aérea da
área
> > das torres, porém, mostrando uma imagem invertida, ou seja, vendo-se em
> > primeiro plano o "terceiro" prédio e depois as torres. Fica fácil de
> > perceber e entender através desta foto que esse terceiro prédio
> simplesmente
> > estava atrapalhando a área física do terreno das torres. E agora,
> > recentemente, sabe-se que eles vão construir naquela área o maior
> edifício
> > do mundo. Será que a área das torres não estava precisando ser  limpada?
> >
> >
> >  15) Portanto, já se nota que a derrubada das torres e do terceiro
prédio
> > atendeu e resolveu várias finalidades:
> >
> >  a) colocar a culpa em terroristas e, mesmo sem prova nenhuma e com
> simples
> > menção às torres, tentar justificar os ataques e invasões dos EUA contra
> > Estados soberanos, dominá-los e obter as suas riquezas diretamente;
> >
> >  b) a toda invasão feita pelos EUA eles invocam os "atentados" às torres
> ou
> > aos terroristas.Ronald Reagan impressionava seu povo dizendo que a
> Nicarágua
> > (!) iria invadir os EUA, a mídia insistia nisso e o povo
> > bacon-com-hamburguer-e-batata-frita acreditava;
> >
> >  c) limpar o terreno e resolver o problema da área economicamente
> > deficitária, onde agora entendemos que o mesmo precisava ser utilizado
> para
> > a construção de prédios mais altos e mais modernos do mundo, para eles
> > mostrarem e imporem a sua pujança, cuja "pujança" cultural, porém,
> sucumbiu
> > aos níveis mais baixos e bárbaros da história humana;
> >
> >  d) eliminaram alguns imigrantes e dificultaram ainda mais a entrada de
> > outros;
> >
> >  e) com os ataques bélicos e invasões, usaram a ONU para desarmar o
Iraque
> > e a desmoralizaram mais do que já estava, ou melhor, eles vão se servir
> dela
> > quando precisarem novamente e fizeram a ONU e o resto dos países de
> trouxa;
> >
> >
> >  f) com as invasões e ameaças dividiram a União Européia, mais do que já
> > era dividida;
> >
> >  g) desejam eliminar todos os mandatários e países que não se alinham
com
> > as políticas anti-democráticas norte-americanas, inclusive fazendo
> embargos
> > criminosos;
> >
> >  h) colocaram todos os países em estado de alerta e trouxeram de volta a
> > corrida armamentista, tendo o Bush e o Dick Cheney, por exemplo,
> interesses
> > nas indústrias do petróleo, construção civil e de armamentos dos  EUA.
> >
> >
> >  16) A conspiração para botar a culpa em outros não é nova naquelas
bandas
> > de lá. Na década de sessenta, a CIA propôs a John Kennedy um plano para
> > matar 2.000 americanos com o fim de culpar Cuba, mas JFK não aceitou.
> >
> >  17) Dick Cheney, vice-presidente dos EUA no governo de Bush-filho, foi
> > diretor da CIA no governo de Bush-pai.
> >
> >  18) Bill Clinton disse que Bush é um "animal político, capaz de fazer
de
> > tudo para se eleger".
> >
> >  19) Mentira é o que não falta para os Estados Unidos: eles utilizam
todo
> o
> > poder da mídia a seu favor para invadir e destruir países de forma
bárbara
> > bem como despreza o resto do mundo com o falso pretexto de encontrar
armas
> > de destruição em massa, mas exatamente os EUA usaram bombas nucleares de
> > urânio na Guerra do Golfo e também na invasão ao Iraque em 2003 (Jornal
da
> > Band, 15/04/03). A fumaça em forma de cogumelo, característica e
exclusiva
> > de bombas nucleares, pôde ser vista claramente durante os bombardeios
dos
> > Estados Unidos sobre Bagdá. Mas isto é minimizado e escondido por eles e
> > pela mídia e tudo fica por isso mesmo.

[Anterior] [Próxima] [Responder] [Início da Mensagem]