hiperCorreio   

Debate Psicodrama

     
[Anterior] [Próxima] [Responder] [Sem Formatação] [Outros Debates] [Ver Listagem]
Mostra Nacional de Teatro do Oprimido de Santo Andreh
Remetente: Centro  de  Teatro  do  Oprimido  <ctorio@domain.com.br>
Data  de  Envio: 2000-05-05  03:41:22.000
Mostra Nacional de Teatro do Oprimido de Santo André-SP

	O Centro de Teatro do Oprimido, CTO-Rio, e a Prefeitura de Santo André-SP
estarão realizando de 5 a 7 de maio a 1ª Mostra Nacional de Teatro do
Oprimido de Santo André.

	O objetivo do evento é a socialização das diferentes experiências
brasileiras na utilização da metodologia do Teatro do Oprimido. Método,
hoje, utilizado em mais de cinquenta países nos cinco continentes.

	O evento contará com grupos e representantes de Campinas, São Paulo,
Salvador , Brasília,  Natal e Porto Alegre.

	Do Rio de Janeiro, além do elenco do CTO-Rio que apresentará a peça "O
Trabalhador", irão três grupos populares de Teatro do Oprimido. O "Panela
de Opressão", moradores da comunidade de comunidade de Jacarepaguá com a
peça "Segura essa panela aí. Senão... vai explodir" sobre moradia e
racismo. O "Artemanha", grupo de ativistas do movimento social com a  peça
"Fruto Proibido", sobre as opressões e os preconceitos que vivem o portador
do vírus HIV e o grupo "Marias do Brasil" trabalhadoras domésticas com a
peça "Quando o verde dos seus olhos se espalhar na plantação" sobre os
direitos trabalhistas.

	A cidade de Santo André ocupa um lugar de destaque na expansão do Teatro
do Oprimido. É a primeira cidade brasileira a utilizá-lo como política
pública, visando potencializar a participação da comunidade, quebrando  as
formas tradicionais de entender e fazer participação popular. Sendo
utilizado em diversos programas da prefeitura, inclusive no Orçamento
Participativo.

	O Grupo de Teatro do Oprimido(GTO) da Prefeitura de Santo André "Ondas da
Rua", é formado por funcionários e funcionárias de diversas áreas da
prefeitura. O grupo conta com a assessoria do CTO-Rio e a supervisão de
Augusto Boal há três anos.

	O GTO- Ondas da Rua possui multiplicadores de Teatro do Oprimido que já
criaram vários grupos que irão se apresentar na Mostra. Os grupos
existentes discutem temas como violência sexual, Dst/Aids, Orçamento
Participativo, direitos da terceira idade. Sendo formados por mulheres,
terceira Idade, jovens e funcionários/as da PMSA.

	Maiores informações:

CTO-Rio : 0xx21 220 7940 , 836 9599. Geo Britto.




[Anterior] [Próxima] [Responder] [Início da Mensagem]